Diadora

diadora_logoA diadora é um dos únicos fabricantes de artigos esportivos italianos a produzi-los na Itália, com uma tradição que começou quando, em 1948, seu fundador, Marcello Danieli, iniciou os trabalhos da marca. O início foi nas colinas Trevigiani, numa área conhecida como Montello. Danieli, nascido em Caerano San Marco, não tinha idade para se alistar, à época da Primeira Guerra e saiu de casa para sustentar a família, fazendo calçados. Montello era, nesta fase, grande produtora de botas para escaladas de montanha, um dos suprimentos do exército italiano para a guerra.

A origem do nome diadora foi sugerido por um amigo de Marcello Danieli e foi o nome dado pelos gregos à cidade de Zadar. Em grego, “dia dora” significa “por meio de dádiva”. Já nas décadas de 50 e 60 a demanda era por qualidade e elegância, e com a popularização do ski, a empresa começou a fabricar botas para este esporte. Porém, quando o material plástico começou a ser utilizado para fazer botas de ski, a empresa parou de produzi-las. A geração dos 70 estava mais interessada em competições atléticas e os tênis diadora eram mais e mais melhorados, graças à cooperação de campeões como Vilas, Mulligan e Bjorn Borg. Em meados desta década a empresa ingressou no mercado do futebol. Em 30 de junho de 1998, a origem do nome diadora foi sugerida por um amigo de Marcello Danieli e foi o nome dado pelos gregos à cidade de Zadar. Em grego, “dia dora” significa “por meio de dádiva”. Foi adquirida pela Invicta, que é líder em acessórios para atividades ao ar-livre. No Brasil já foi parceira de grandes nomes do esporte como Ayrton Senna, o goleiro Taffarell e o tenista Gustavo Kuerten. No futebol mundial é parceira de grandes times como Fiorentina, Napoli, entre outros.